Christmas in the Azores

O Natal nos Açores

Natal é tempo de celebrar em família, de partilhar, de renovar o amor e a paz nos nossos corações, e tudo isto acontece, muitas das vezes, através de tradições, hábitos que vão passando calorosamente de geração em geração.

Nos Açores as tradições antigas desta quadra ainda se mantêm bem vivas, sendo ditadas pelo ambiente familiar e pelos preparativos, surgindo algumas como completas novidades ao tradicional ‘Natal português’. A quadra natalícia marca o seu inicio com uma das tradições mais vivas, que é a construção do presépio – símbolo de grande importância em qualquer casa, junto ao qual mais tarde a família se reúne. Depois deste há outras decorações que se fazem como a ‘Árvore de Natal’ (com menos importância, mas presente em muitas casas), centros de mesa e outros arranjos natalícios. Há ainda quem inicie esta

Christmas in the Azores - Coroa de Advento

Coroa de Advento

quadra com a construção da ‘Coroa de Advento’, a qual é composta por quatro velas – representativas de cada domingo do advento e que se vão acendendo até ao Natal. Outro costume é o ‘triguinho do Menino Jesus’, colocando-se sementes de trigo ou ervilhaca de molho num pratinho no dia 8 ou 13 de Dezembro para que no dia 25 esteja já germinado e com folhas.

A verdadeira celebração inicia-se na noite de 24 de Dezembro com a Missa do Galo. Nesta noite as famílias visitam-se umas às outras e vão à Missa do Galo, beijando o pé do Menino no final. A ‘Consoada de Natal’ (correspondente à ceia de Natal) começa a sua preparação semanas, ou mesmo meses, antes, com o fazer de

Christmas in the Azores - Traditions

Licores

licores típicos de cada família, com receitas e técnicas antigas que vão passando de geração, e que no Natal enchem a mesa para ‘brindar’ família e amigos. Entre os mais tradicionais temos o Licor de Tangerina, de Anis, Mel, de Vinho, Maracujá, Angelicas e Aguardentes. À mesa vamos encontrar um Bolo de Natal (fugindo, nos Açores, ao tradicional Bolo Rei),

Natal nos Azores - Learn to speak Portuguese

Bolinhos de D. Amélia

bolinhos de D. Amélia, queijadas de coco, leite, feijão, caramelos, arroz doce, massa cevada, figos passados, nozes, entre outras iguarias. Alguns destes pratos são típicos do Natal, enquanto outros são tradicionais de qualquer festa açoriana. É ainda possível encontrar pratos com influência dos Estados Unidos ou Canadá trazidos pelas comunidades emigrantes. A ceia ou o almoço do dia 25 varia de casa para casa podendo conter torresmos, inhame, batata doce, bacalhau, galinha,

Natal nos Azores - Learn Portuguese

Bolo Rei

peru, ou ainda outros, não faltando pão e queijo, e tudo acompanhado com vinho.

Os festejos e as visitas às casas de familiares e amigos prolongam-se durante os dias seguintes, terminando normalmente no dia 6 de Janeiro, com a chegada dos Reis Magos.

 

Que tradições familiares tem durante a época natalícia? Um jantar de Natal especial? Um ornamento ou decoração tradicional? Adorariamos saber as suas tradições!

What family traditions do you have during the holidays? A big or specific Christmas dinner? A special ornament? We would love to hear from you in Portuguese!

Learn to Speak Portuguese or English with our Language Learning workbooks and CDsClasses also available at Maria Oliveira Language Learning Center, Pinole, California.  (Bay Area)

Posted in Cultural Articles | Tagged , , , , , | 1 Comment

A Açorianidade nos Presépios

Christmas in the Azores-Maria Oliveira Language Learning CenterO presépio é uma referência cristã que nos remete para o nascimento de Jesus numa gruta em Belém, acompanhado do seu pai, São José e sua mãe, Santa Maria. Reza a tradição de que José e Maria pernoitaram nessa gruta, destinada à guarda de animais, nascendo Jesus numa manjedoura. O presépio surge-nos representado pelas seguintes figuras principais: a gruta com José, Maria e o Menino Jesus, acompanhados do burrinho e da vaquinha que o aqueciam; pastores da região que, avisados por um anjo, vinham adorar o Menino; e três reis magos vindos do oriente, guiados por uma estrela, que lhe oferecem simbolicamente ouro, mirra e incenso.

Nos Açores uma das tradições natalícias mais importantes e que ainda se mantém bemA AÇORIANIDADE NOS PRESÉPIOS-Maria Oliveira viva é a de fazer o presépio. Os presépios são feitos ao longo do mês de Dezembro e constituem uma actividade que envolve toda a família, desde crianças a idosos, pois incluem várias etapas, desde a saída para ir procurar musgos, areia, pedras, a escolher o local para o fazer, montá-lo e por fim dispor as figuras minuciosamente de modo a recriar o reino do Deus Menino. Os presépios possuem uma identidade especial, espelhando as características físicas e sociológicas de cada região. No caso dos presépios Açorianos encontramos as figuras feitas de barro da terra e pintadas à mão, aproximando-se por vezes dos trajes açorianos; os montes feitos de leivas (nome dado ao musgo fofo e fresco presente nas pastagens) e as ruas entre as casinhas feitas de areia ou bagaço (pedras pequeninas de origem vulcânica). São ainda retratadas cenas do quotidiano das populações que nos permitem entender o seu dia-a-dia e tradições, por exemplo no Pico é comum encontrar no presépio a representação dos tocadores de uma Chamarrita (Baile típico). Há ainda quem mantenha a tradição de colocar pratinhos de trigo ou ervilhaca em volta do Menino Jesus ou quem faça o ‘Altar do Menino’ – degraus forrados de pano branco com a figura do Menino Jesus no cimo, decorados com flores naturais, pratinhos de trigo e outras oferendas, por exemplo tangerinas.

Em todas as igrejas é possível encontrar um presépio e até em muitos lugares públicos e praças. Por vChristmas in the Azores-Learn to speak Portugueseezes, fazem-se presépios vivos, onde as figuras do presépio são representadas por pessoas. Normalmente encenados por grupos de jovens, escuteiros ou alunos de catequese e visitados por toda a população com grande curiosidade

Toda a preparação do presépio envolve muita dedicação e entusiasmo, sendo motivo de orgulho em cada casa e família. É tradicional os amigos e familiares visitarem-se na quadra natalícia para apreciarem os presépios uns dos outros, e também saborear os deliciosos doces e licores desta época. Este contemplar do Menino Jesus deitado nas palhinhas invade-nos de ternura e compaixão, levando-nos a reflectir na pobreza e humildade com que se deu, por amor, aos Homens.

Posted in Cultural Articles | Tagged , , , | Leave a comment

Five Tips for Beginning Language Study

Open-House

In today’s global market, being bilingual can put you ahead of the competition. The ability to express yourself in another language means you can communicate with a far wider network of contacts, customers, and clients. It’s easy to see how your second language skills can provide your employer with an increase in revenue and a savings in resources. But it’s more personal than that; being bilingual increases your value to the company, offers exciting new opportunities both at home and abroad, and has the potential to influence salary in a positive way. It might be overwhelming to start a language study program, but if you keep your goals in mind, this is an achievable project. Here are five tips to get you started.

1. When choosing a language to study, consider the news of the day. Look for growing foreign markets, political developments, and even conflicts in, or with, other parts of the world. The ability to speak the language in any of these arenas is where the demand lies.

2. Look for a traditional face-to-face class in your chosen language. This is the most reliable method of study, but using CDs and other materials will also develop your vocabulary and provide good practice in pronunciation.

3. Don’t take shortcuts. Rote memorization has its place in all study programs, but it is most important to build a strong foundation in the structure of the language. This means you must learn the rules of grammar, punctuation, and correct word choice.

4. Be persistent. Language learning does not happen over night. That’s why acquainting yourself with fellow language learners provide a great support system for you. If you get discouraged, it is easier to remember your goals and to restore your enthusiasm if you are part of a group of similar-minded people. Having a good mentor is another way to get that encouragement. A good teacher can fill that role and provide you with ways to circumvent any setbacks. And don’t forget to stay informed through language learning blogs, articles, and other internet resources; these can provide support as well through success stories, study tips, and a sense of community.

5. Study abroad. Whether you have only just begun to study or if you have advanced significantly in your new language, nothing beats language immersion for true language acquisition. Going on a study abroad program puts you face to face with native speakers, acquaints you with the culture in which your second language predominates, and helps you to learn moment to moment as you engage others in your new language. You’ll be testing your skills, and you will be rewarded well for your efforts.

As with all new undertakings, the best way to begin is to take that first step. That step could be to determine your goals, or to pick your language, or to sign up for a class. You’ll find that each successful step leads you to further success; before you know it you will be well on your way to becoming bilingual. Don’t let monolingualism be a set back in your life. Let us know if we can be of assistance to you. We offer a variety of programs and live classes at reasonable prices. Begin learning your second language today!

Posted in Language Learning Tips | Tagged , , , | Leave a comment